Entrar Área para sua lista de imóveis desejados, acionar alertas de interesse e conhecer melhor nossos serviços.

10.11.2021

Quanto menor a metragem, maior o desafio

Compartilhar

autor

Ricardo Bortolini|Dir. Exec. Bortolini Imóveis

Quanto menor a metragem, maior o desafio

Com o avanço da vacinação e a pandemia sob controle, as construtoras estão cada vez mais confiantes para tirar da gaveta aqueles lançamentos que foram represados durante esse período de incertezas. Então, mais do que esperar uma boa variedade em novos empreendimentos, também podemos esperar uma certa adequação dos projetos à nova realidade do consumidor. A principal mudança acredito estar associada ao espaço privativo dos apartamentos e a relação deles com as áreas de lazer, por exemplo. 

Se até pouco tempo era completamente possível morar em poucos metros quadrados, hoje essa condição já soa estranha para muita gente. Após a experiência de confinamento provocada pela pandemia, um apartamento muito compacto parece insuficiente até mesmo para aquele público que não precisava de tanto espaço assim. Isso nem de longe significa uma sentença aos imóveis menores, mas atenta o mercado para a necessidade de oferecer algum tipo de compensação em termos de infraestrutura. 

Ao restringir a metragem privativa dos apartamentos, aumentam-se as áreas de lazer. Essa é uma lógica já bastante praticada pelas construtoras, mas que deve ser reforçada nos próximos lançamentos imobiliários. Quando uma área de serviço é retirada para a ampliação do living, por exemplo, já é de praxe oferecer uma lavanderia compartilhada nas áreas comuns do prédio. Temos vários exemplos de empreendimentos recentes que apostaram nessa alternativa e que tiveram uma excelente receptividade do público, especialmente dos mais jovens, que, vale ressaltar, possuem um alto poder de influência sobre as gerações anteriores. 

O próprio “quartinho da bagunça” já é dispensável quando o condomínio oferece um depósito para cada apartamento. Esse é um diferencial que ainda poucos empreendimentos em Passo Fundo oferecem, mas que tem marcado presença nos projetos mais recentes. Sem falar nas áreas dedicadas aos pequenos, que ao saírem do espaço privativo também ajudam no desenvolvimento infantil, promovendo uma maior socialização com outras crianças. Espaços bastante tradicionais e que têm recebido uma atenção cada vez mais especial por parte das construtoras.

Em contrapartida, outras alternativas no próprio espaço privativo são capazes de compensar a pouca metragem dos apartamentos. Aberturas maiores são uma ótima opção. Tornam os espaços mais bem arejados e contribuem para uma maior iluminação natural, aspectos bastante considerados após a pandemia por proporcionarem sensação de bem-estar. Outra tendência que está voltando com mais força nos projetos são as sacadas abertas. Embora nunca tenham perdido a preferência do público mais tradicional, no fundo elas não eram tratadas com tanta prioridade quanto agora. Para o cliente era mais fácil abrir mão de uma sacada aberta se isso representasse alguma economia no valor do imóvel. 

Acontece que a pandemia mudou bastante as nossas prioridades, principalmente no que diz respeito à qualidade de vida. O que até então era facultativo, se tornou essencial na hora de escolher o lugar onde moramos e que nos últimos anos aprendemos a reconhecer como o lugar mais seguro do mundo. 

Naturalmente, essas mudanças têm um impacto muito grande na construção civil e com certeza devem alterar o perfil dos empreendimentos no longo prazo. Mesmo aumentando a demanda por imóveis maiores, a busca pelos mais compactos continuará existindo. O desafio estará em como as construtoras irão compensar a falta de espaço, entregando outros atributos, no espaço privativo ou de uso comum, capazes de atender às necessidades tão intensas do pós-pandemia.

 

 

 

Adicionar Comentário

Artigos Relacionados

Bortolini Imóveis encerra campanha de locação com recorde de imóveis alugados

Bortolini Imóveis encerra campanha de locação ...

Juros do crédito imobiliário em descompasso com a Selic

Juros do crédito imobiliário em descompasso co...

Aumento das negociações digitais no mercado imobiliário traz benefícios ao consumidor

Aumento das negociações digitais no mercado im...

Passo Fundo e o preço dos aluguéis

Passo Fundo e o preço dos aluguéis